Entenda o que é a auditoria contábil e qual a sua importância

por Adove Comunicação / 20 junho 2019 / Sem Comentários

Contar com os serviços de uma contabilidade é muito importante para que todas as questões fiscais, tributárias, trabalhistas e contábeis do seu negócio permaneçam sempre em dia.

Entretanto, não é obrigatório, mas muito recomendado que você realize com certa regularidade uma auditoria contábil na sua empresa. Ela vai ser responsável principalmente por investigar a saúde financeira e econômica do seu negócio.

Nesse sentido, vamos falar o que é, quando realizá-la e quais são os objetivos e as vantagens ao fazê-la. E ainda, o que ela analisa, como precisa ser realizada e o que você deve fazer com os resultados obtidos. Continue a leitura!

O que é a auditoria contábil?

A auditoria contábil é um processo ainda visto, por alguns empreendedores, como algo trabalhoso e que serve apenas para dificultar a atuação do negócio no mercado.

Contudo, ela visa identificar problemas, causas e consequências, bem como, correções a serem implantadas para alinhar os processos da empresa de acordo com o estipulado na legislação contábil.

Basicamente ela é um processo de análise da situação financeira do negócio e tem por intuito analisar se os dados da contabilidade estão de acordo com a real situação da empresa. Ou seja, permite verificar se os registros contábeis fecham e se não existem até mesmo fraudes ou irregularidades na gestão.

Nesse sentido, são verificadas informações internas e externas a fim de atestar a veracidade das informações contidas nos documentos contábeis. Normalmente passam pela auditoria o fluxo de caixa, o balanço patrimonial e a Demonstração de Resultado de Exercício (DRE).

A auditoria contábil é um processo que negócios de qualquer porte podem fazer. Contudo, precisa ser realizada por um auditor ou auditora com formação em Ciências Contábeis e registro no CRC (Conselho Regional de Contabilidade).

Se você tem uma contabilidade que realiza todo o controle fiscal, tributário, contábil e trabalhista do seu negócio, você deve estar pensando em qual parte ele participa da auditoria, certo?

A contabilidade pode auxiliar no processo, mas a análise das informações cabe apenas ao auditor contábil. Isso devido a exigência de segurança e transparência nas informações coletadas e verificadas.

Quando realizar?

Quando realizar a auditoria contábil

Auditorias e consultorias são pontos que normalmente são deixados em segundo plano pelo empreendedor, devido ao fato de não serem obrigatórias. Então, comumente são realizadas quando se é identificado algum desvio ou irregularidade na gestão do negócio.

Quando existem fusões, aquisições ou investimentos de terceiros, a auditoria contábil pode ser solicitada. Isso para assegurar a regularidade do negócio nas questões financeiras.

Tirando as situações mencionadas acima, indicamos que você estabeleça um cronograma de auditoria para sua empresa. Isso irá demandar um investimento, mas irá permitir ter uma análise real do seu negócio em determinado período.

Quais são os objetivos de uma auditoria contábil?

Dentre os principais objetivos que podemos mencionar é que ela irá contribuir para uma maior transparência, segurança e credibilidade quanto as informações contábeis. E ainda, se as demonstrações refletem adequadamente a situação patrimonial, financeira e econômica do seu negócio.

Vantagens de fazer a auditoria

São inúmeros os benefícios que o seu negócio terá com a realização da auditoria contábil. De acordo com informações disponibilizadas no site do Conselho Regional de Contabilidade do Ceará, as principais vantagens são:

  • Fiscaliza a eficiência dos controles internos
  • Assegura maior correção dos registros contábeis
  • Opina sobre a adequação das demonstrações contábeis
  • Dificulta desvios de bens patrimoniais e pagamentos indevidos de despesas
  • Possibilita a apuração de omissões no registro das receitas, na realização oportuna de créditos ou na liquidação oportuna de débitos
  • Contribui para obtenção de melhores informações sobre a real situação econômica, patrimonial e financeira da empresa auditada
  • Aponta falhas na organização administrativa da empresa e nos controles internos.

O que a auditoria contábil analisa?

O foco da auditoria contábil está em identificar melhorias que precisam ser feitas – ou não – na área financeira do seu negócio. Entretanto, outros departamentos podem se beneficiar com a investigação realizada neste processo, como:

  • Administrativo
  • Patrimonial
  • Fiscal
  • Técnico
  • Econômico
  • Ético
  • Social.

Direta e indiretamente, todas as áreas acabam sendo impactadas de alguma forma pela auditoria. O que permite, de certa forma, ter uma visão integral do negócio e de pontos que podem ser alterados em todas as áreas.

Como a auditoria é realizada?

Conforme descrito por Mariano Yoshitake, no livro Auditoria Contábil, de 2009, existem seis sequências de um processo de auditoria.

  • Sequência 1 – Pesquisa ambiental: basicamente ele entenderá as operações do negócio, identificará a natureza e significância de vários segmentos de auditoria e irá considerar os riscos que podem afetá-la. E ainda, consultará manuais da indústria e associações comerciais e verificará papéis de trabalho, em caso de continuidade de auditorias anteriores, dentre outros pontos.
  • Sequência 2 – Planejamento de auditoria: neste ponto serão definidas as estratégias que irão ser utilizadas para averiguação em cada situação que precisará ser analisada. E ainda, se especificará a natureza e extensão dos testes e procedimentos que serão feitos para obter evidências.
  • Sequência 3 – Controle interno: nesta etapa serão documentados em detalhes o sistema contábil e controles contábeis internos sobre os quais se é possível confiar. Após essa documentação, cada um dos controles deverá ser avaliado como base preliminar para determinar os pontos fortes e fracos do sistema.
  • Sequencia 4 – Teste de controle: se aplicará nesta fase o teste de controle com o intuito de verificar se o controle está sendo cumprido de acordo com as normas prescritas. Essa aplicação terá como objetivo obter uma razoável segurança de que os procedimentos de controle interno estabelecidos pela administração estão em efetivo funcionamento e cumprimento das normas aplicáveis.
  • Sequência 5 – Teste substantivo: o auditor nesta etapa desenvolverá e executará os procedimentos substantivos para assegurar a exatidão dos valores constantes das Demonstrações Contábeis e das notas explicativas anexas.
  • Sequência 6 – Parecer do auditor: aqui o auditor avaliará os resultados obtidos e revisará a apresentação das Demonstrações Contábeis e notas explicativas quanto à sua adequação. Após isso, ele irá elaborar o Parecer de Auditoria segundo as Normas Brasileiras de Auditoria.

O que fazer com os resultados?

O que fazer com os resultados da auditoria

Se os resultados apontarem que melhorias e ajustes precisam ser feitos, é relevante que nesta etapa sejam classificadas as irregularidades em erros ou fraudes.

Se for identificado como erro, todo negócio está passível de passar por isso. Entretanto, se for constatado fraude, é preciso encontrar o responsável e tomar as providências cabíveis para a situação.

De qualquer maneira, é indispensável que sócios e demais pessoas com o poder de decisão se reúnam e decidam pelo melhor caminho para resolver as questões pontuadas pelo auditor.

Se não houverem questões a serem ajustadas, isso é ótimo! Porém, é essencial se manter atento para que tudo continue conforme as questões contábeis exigidas pela lei.

Você realiza a auditoria contábil no seu negócio com frequência? Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato conosco!

Novidades em seu e-mail!

Receba em primeira mão a Newsletter da Djazil


Envie sua crítica ou sugestão