Você sabe o que é Compliance Fiscal e como ele pode ajudar seu negócio?

por Adove Comunicação / 09 maio 2019 / Sem Comentários

Realizar a gestão de um negócio não é nada fácil. Com tantas questões fiscais e tributárias, perder o controle dos documentos e processos que envolvem esses pontos não é tão difícil.

O Compliance Fiscal surge como uma busca pela melhoria empresarial. Isso a fim de colaborar para um melhor cumprimento de obrigações e normas relacionadas aos aspectos fiscais.

Nesse sentido, vamos apresentar o que ele é e quem é responsável por colocá-lo em prática. E ainda, qual sua importância, alguns benefícios e outros pontos importantes.

Continue a leitura e entenda por que seu negócio precisa “estar em compliance” e o quanto isso vai contribuir para o seu crescimento no mercado!

O que é Compliance Fiscal?

Compliance fiscal

Ele é um termo inglês que se traduzido tem como significado a palavra “conformidade”.  Então, ele diz respeito a “Conformidade Fiscal” do negócio.

Tem por intuito detectar e tratar qualquer incoerência na execução das normas nas atividades da empresa. Essas práticas aliadas às políticas internas implementadas visam evitar inconformidades ou desvios nos processos e ações desenvolvidas.

É muito comum no meio empresarial encontrarmos a expressão “estar em compliance”. Ela significa amenizar riscos e diminuir a carga tributária, realizando a adequação de processos e práticas em relação as mudanças e obrigações legais. Isso entregando tudo corretamente e dentro do prazo.

É importante frisar que devido ao fato de o Compliance estar ligado as questões fiscais, isso significa que é preciso estar em “conformidade” com o Fisco. Caso contrário, você estará sujeito a multas e penalizações por parte dele.

Quando se fala em Compliance Fiscal não se trata apenas de estar de acordo com as leis, mas de garantir a segurança jurídica e financeira do seu negócio. Estabelecer ferramentas e práticas para garantir a adequação as leis é essencial. E claro, realizar o monitoramento dessas ações de forma constante.

Adotar um sistema passou a ser fator essencial na sobrevivência dos negócios no mercado. Ele vai permitir a análise do que vem sendo feito e facilitará na detecção de falhas com maior agilidade. Assim evitando, dentre outras complicações, processos judiciais.

Quem coloca em prática o Compliance Fiscal?

Quanto ao setor responsável por monitorar e colocar em prática o Compliance Fiscal, normalmente é estruturada uma equipe para atender essa finalidade dentro da empresa.

Ou ainda, é possível realizar a contratação de terceiros especializados, como consultorias e contabilidades.

Qual a importância do Compliance Fiscal ao negócio

Importância do Compliance Fiscal

Ele está ligado ao setor financeiro da empresa, mas como você já deve ter notado, a aplicação dele envolve o negócio com um todo.

É preciso que todos os setores e departamentos se comprometam com as práticas e regras estabelecidas pela empresa e com as obrigações fiscais junto ao Fisco. Isso com o intuito que ele realmente traga resultados positivos.

Estar em falta com as obrigações fiscais e tributárias reflete expressivamente em como o negócio é visto no mercado. Seja por clientes, fornecedores, parceiros e investidores.

Com a informação ao alcance das mãos, as notícias correm e o crescimento da empresa pode ser impactado negativamente.

Ao realizar as práticas internas estabelecidas e estar em conformidade fiscal, a empresa leva ao mercado a imagem de um negócio íntegro e de confiança.

Se preocupar e realizar ações para ter tudo em dia quanto ao fiscal também colabora para boas relações com instituições financeiras. Isso contribui quando a empresa necessita de um empréstimo para investir nos produtos, concorda?

E claro, mantendo as questões fiscais dentro do estipulado, a empresa consegue focar em estratégias e ações para crescer, conquistar novos clientes e investidores.

Dica: elabore um calendário e cronograma fiscal para conseguir cumprir com os prazos que dizem respeito as questões financeiras.

Benefícios

  • Vantagens competitivas no mercado
  • Aumenta a credibilidade
  • Sustentabilidade na organização empresarial
  • Melhor monitoramento de processos
  • Redução da ameaça que o Fisco representa
  • Controle de prazos
  • Maior organização dos arquivos
  • Armazenamento otimizado
  • Contribui para a saúde financeira da empresa
  • Equipes mais produtivas
  • Qualidade nas informações geradas.

Compliance Fiscal: custo ou investimento?

Compliance fiscal: custo ou investimento

A princípio ele pode ser visto como custo, já que nas empresas será necessário realizar a contratação terceirizada ou a estruturação uma equipe apenas para focar nestas questões.

Mas, ele tem como objetivo prolongar a existência do negócio no mercado. Ter uma estruturação de todas as práticas e processos é indispensável, principalmente com as mudanças constantes nas normas e leis.

E ainda, ao alinhar todos esses aspectos, a empresa terá maior tranquilidade e segurança quanto aos próximos passos a serem dados.

Nesse sentido, vamos considerar o Compliance um investimento?

Então, além da estruturação de um departamento e realocação de pessoas da empresa para esta função, também é importante contar com profissionais com conhecimento na área.

Neste caso, pode-se realizar a capacitação dos colaboradores internos ou contratar uma contabilidade, por exemplo.

Outro ponto importante é investir em softwares que colaborem para um maior controle e assertividade nas informações.

Por se tratarem de pontos que podem comprometer a sobrevivência da sua empresa, é primordial contar com um sistema que possa armazenar e permitir um monitoramento assertivo de todas as informações.

Existem clientes que não se preocupam com a integridade da empresa no qual estão comprando. Contudo, existe também um número crescente de consumidores que estão atentos a isso.

E então?

Falamos sobre o que é o Compliance Fiscal, quem deve colocá-lo em prática, sua importância, benefícios e respondemos também se ele é um custo ou investimento.

Garantir que todas as informações declaradas ao Fisco estão em conformidade com as leis vigentes – municipal, estadual e federal – evita dores de cabeça no futuro.

Atender aos prazos é importante, mas a qualidade das informações tem o mesmo peso ou mais. Por isso a necessidade de contar com profissionais capacitados.

Todas as etapas, desde a implementação das políticas internas no negócio até a execução, controle e envio ao Fisco, precisam de total atenção.

Se o seu negócio ainda não utiliza o Compliance Fiscal ou está tendo dificuldades, entre em contato conosco e descubra como a Djazil pode ajudar nesta questão!

Novidades em seu e-mail!

Receba em primeira mão a Newsletter da Djazil


Envie sua crítica ou sugestão