Djazil

Saiba como conseguir crédito para empresa de micro e pequeno porte!

Saiba como conseguir crédito para empresa de micro e pequeno porte!

Saber como conseguir crédito para empresa é de suma importância para superar os desafios impostos pelo mercado, especialmente em momentos de crise como é o caso da atual pandemia gerada pelo coronavírus.

As micro e pequenas empresas, que são as mais afetadas por momentos adversos como esse, também podem conseguir linhas de crédito especiais, feitas sob medida para os seus perfis financeiros, com juros e prazos alinhados às suas capacidades.

A seguir, descubra como conseguir crédito para empresa, quais os principais meios e requisitos para isso e também como cada modalidade de crédito é direcionada para cada perfil de micro ou pequeno negócio! Continue a leitura!

Como conseguir crédito para empresa micro ou de pequeno porte?

Se as despesas fixas, os boletos, eventuais investimentos e até as contas pessoais já traziam grandes desafios para a gestão de microempreendedores individuais e proprietários de pequenas empresas, a atual crise deixou todos ainda mais alertas.

Para preservar a saúde financeira desses negócios que não dispõem de grandes reservas e manter a sua relevância perante o mercado, algumas linhas de créditos podem ser obtidas com juros baixos e parcelamentos condizentes com seu orçamento.

A melhor alternativa para que os MEIs e pequenos empreendedores consigam preservar suas operações sem grandes endividamentos é buscar as linhas de crédito concedidas pelo Governo, como o BADESC e BNDES, específicas para minimização dos impactos econômicos do coronavírus nos negócios. Ou até mesmo as linhas de crédito já existentes, das instituições financeiras públicas ou privadas, mas que foram ampliadas e tiveram as suas condições ajustadas para ajudar neste momento.

Segundo dados do Banco Nacional de Desenvolvimento Sustentável (BNDES), em matéria especial do Portal Contadores, as micro, pequenas e médias empresas, além dos MEIs, movimentaram 97,4% de todas as operações de crédito entre janeiro e setembro de 2019.

Foram mais de 270 mil operações, que alcançaram um montante de R$ 19,3 bilhões, cerca de 50,7% dos créditos concedidos somente por esta instituição financeira.

Se antes da atual crise esses números já demonstram a relevância desses perfis de negócios, e como instituições financeiras como o BNDES se dedicam ao seu estímulo, agora é evidente como esse tipo de fomento pode ser decisivo para que eles sobrevivam no mercado!

No próximo item, confira quais são os principais meios e os requisitos para que MEIs e MPEs consigam crédito com benefícios especiais para suas operações.

Quais os principais meios e requisitos para ter acesso a esse tipo de benefício?

As linhas de crédito disponibilizadas pelos bancos são diversas e mudam de acordo com as particularidades da instituição financeira e com os objetivos específicos de cada negócio.

Além de obter o crédito diretamente com uma instituição privada, também é possível obter crédito de instituições do Governo, como é o caso do BNDES, através de apoio indireto, ou seja, por meio de agentes financeiros credenciados.

Como destaca o blog Conta Azul, entre os pré-requisitos para ser aceito como candidato à obtenção das linhas de crédito, é preciso:

– Certificado de Regularidade do FGTS;

– Não ser incluso na lista de trabalho escravo do Ministério do Trabalho e Emprego;

– Certidão Negativa ou Certidão Positiva com Efeitos de Negativa de Débitos relativos aos Tributos Federais e à Dívida Ativa da União;

– Não ter apontamentos no Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados do Setor Público Federal (Cadin).

Além de estar em dia com suas obrigações fiscais, tributárias e sociais, a empresa deve ter sede no Brasil, CNPJ válido, atestar capacidade de pagamento, não estar em regime de recuperação de crédito e apresentar dados cadastrais satisfatórios.

Com as principais maneiras de como conseguir crédito para empresa, bem como, seus respectivos requisitos em mente, veja no item seguinte quais são as peculiaridades de cada modalidade de crédito!

Como cada modalidade de crédito é direcionada aos MEIs e MPEs?

Como mencionamos anteriormente, há diversas instituições financeiras que possuem linhas específicas de crédito destinadas a microempreendedores individuais, micro, pequenas e médias empresas. Confira as principais e as características de cada uma delas:

BNDES – Microcrédito

De modo a financiar as necessidades cotidianas e os investimentos de produção das empresas de pequeno porte, como compra de equipamentos, insumos e materiais, o BNDES Microcrédito é operacionalizado pela instituição desde 1996.

Direcionado a microempresas e microempreendedores que faturam até R$ 360 mil, essa modalidade foi procurada por mais de 100 mil empreendedores só no ano de 2019, com um valor médio de R$ 7 mil em cada operação.

Os recursos são fornecidos através de bancos comerciais, agências de fomento, cooperativas, bancos cooperativos, Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público e Sociedades de Crédito ao Microempreendedor.

O limite do financiamento é de R$ 20 mil. As condições de taxas, prazos e participação, porém, podem ser negociadas entre o operador e o cliente, com limite de 4% ao mês considerando todos os encargos.

BNDES – Crédito Pequenas Empresas

Por visar a geração e a manutenção de empregos, o BNDES Crédito Pequenas Empresas não conta com uma finalidade específica.

Voltada para microempreendedores individuais, micro, pequenas e médias empresas com receita bruta anual de até R$ 90 milhões, a modalidade conta com limite de financiamento de R$ 10 milhões a cada 12 meses por empresa.

O prazo de financiamento é de até 5 anos, com carência de 2. A taxa de juros, por sua vez, depende do spread praticado pelo Agente Financeiro. Em dezembro de 2019, ela era cerca de 1,04%.

Badesc Emergencial

Badesc Emergencial

Em parceria com o Governo do Estado de Santa Catarina, o Badesc lançou a sua Linha Emergencial, que visa auxiliar especificamente às micro e pequenas empresas afetadas pela pandemia do coronavírus.

Foram destinados R$ 50 milhões em recursos, com contratações que podem ir de R$ 15 mil a R$ 150 mil.

A taxa de juros será de apenas 0,3% aos empreendedores, sendo que o resto da taxa efetiva será financiada pelo governo estadual. A taxa, porém, só é válida se o negócio manter as parcelas sempre adimplentes.

A carência é de 12 meses, em que nos 6 primeiros nenhum valor precisa ser pago, enquanto nos 6 meses seguintes são pagos apenas os juros de amortização.

Devido ao grande volume de solicitações, os recursos destinados à linha Badesc Emergencial foram esgotados em poucos dias após sua divulgação.

BRDE Capital de Giro

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, por sua vez, liberou R$ 500 milhões para auxiliar os pequenos e médios empreendimentos durante a atual crise.

A expectativa é que ainda mais R$ 500 milhões sejam liberados no pós-crise, com seis meses de carência para o pagamento dos financiamentos. A finalidade é estimular o mercado e evitar a recessão.

Todo o montante será viabilizado através do programa Recupera Sul, que visa injetar 1,3 bilhão na economia de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná ao longo de 2020, a fim de proteger os negócios afetados pelo isolamento imposto pelo Covid-19.

Juro Zero

Em uma ação do governo catarinense coordenada pela SDE, foram disponibilizados empréstimos aos MEIs de até R$ 3 mil, que podem ser parcelados em até 8 vezes.

O objetivo é incentivar o empreendedorismo no estado e, atualmente, apoiar os microempreendedores na situação de crise.

Já foram concedidos mais de R$263 milhões em crédito para 92.039 MEIs catarinenses.

Entre as exigências, o microempreendedor deve ter receita de até R$ 81 mil anual e ser devidamente formalizado.

Linha de Financiamento de Salários da Caixa

Para garantir que as micro e pequenas empresas mantenham suas folhas de pagamento em dia, a Caixa Econômica Federal também disponibilizou uma linha de financiamento.

O pagamento deverá ser feito em 36 meses, com carência de 6 meses e outras 30 parcelas. A modalidade é voltada a negócios com faturamento anual de R$ 360 mil a R$ 10 milhões, que pagarão taxas de juros de 3,75%.

Como forma de ajuda, a instituição também prorrogou a pausa dos financiamentos de 60 para 90 dias. Também suspendeu o recolhimento do FGTS e reduziu suas taxas gerais de juros.

Linha de Crédito especial para as MPEs ofertado pela Caixa em parceria com o SEBRAE

A Caixa e o SEBRAE firmaram parceria para potencializar o acesso dos empreendedores ao financiamento de capital de giro. Por meio desta parceria, o banco disponibilizará uma linha especial de R$ 12 bilhões que será garantida pelo Sebrae através do Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas.

A taxa de juros para essa modalidade de crédito é de 1,19% a 1,59% ao mês e conta com o fundo de aval financeiro complementar do FAMPE.

Quando um empreendimento não tem todas as garantias necessárias para conseguir um financiamento é o FAMPE que as complementa, podendo garantir até 80% de uma operação de crédito.

BNDES – Programa Emergencial de Suporte a Empregos

Serão disponibilizados R$ 40 bilhões (R$ 20 bilhões por mês) para o financiamento de 2 meses da folha de pagamento de pequenas e médias empresas, sendo R$ 34 bilhões oriundos do Tesouro Nacional e R$ 6 bilhões de recursos dos bancos de varejo.

Às empresas que aderirem a essa modalidade de crédito, não poderá rescindir, sem justa causa, o contrato de trabalho de seus empregados por até dois meses após o recebimento da última parcela da linha de crédito.

A taxa de juros é de 3,75% ao ano e o financiamento deverá ser pago em 36 meses, sendo 6 meses de carência e 30 meses de amortização. Ou seja, nos primeiros seis meses, após a contratação do financiamento, não há pagamento das prestações.

As condições informadas estão sujeitas a alterações e podem variar de acordo com o porte empresarial, avaliação financeira do solicitante e da modalidade de crédito.

Você já sabia como conseguir crédito para empresa e preservar a viabilidade de suas operações durante a atual crise? Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo!

  • 13 salário
  • | 13º salario
  • | Abertura da empresa
  • | abertura de empresa
  • | Abertura de filiais
  • | abrir empresa
  • | Ação

Comentários