Saiba o que é Due Diligence e sua importância na avaliação de uma oportunidade de negócio

por Adove Comunicação / 09 janeiro 2019 / Sem Comentários

Vai investir em um negócio? Vai vender sua empresa? Para essas duas situações você precisa da Due Diligence. Para que essas ações não sejam problemáticas – considerando que são decisões importantes na vida de um investidor ou empresário – é preciso fazer uma análise profunda de alguns setores da empresa.

Saiba o que é a Due Diligence, qual o propósito dela, em quais questões ela pode auxiliar, quais são as ações que envolvem esse processo, vantagens e diferenças entre ela e a auditoria.

Entenda essas informações, realize o processo e tenha maiores chances de realizar uma venda mais assertiva ou um investimento mais seguro. Continue a leitura!

O que é Due Diligence?

O termo em inglês “Due Diligence” pode ser traduzido como Diligência Prévia, e refere-se ao processo de busca de informação sobre uma empresa. A análise inclui aspectos como a área de atividade, possibilidade e perspectivas para o futuro do negócio e o estado dos ativos e passivos.

Qual o propósito da Due Diligence?

Due Diligence: mão pegando documentos

O processo de Due Diligence busca obter toda a informação necessária para valorizar e fixar de forma objetiva o preço final de uma operação de aquisição de empresa, a forma de estruturar a transação e a exigência de garantias, ou, em caso contrário, a conveniência de desfazer uma compra devido aos riscos ou surgimento de novas informações.

Trata-se de um raio-x que, dentre outros pontos, pode atribuir uma espécie de “selo de qualidade” ao negócio, já que mostra a real situação dele.

A Due Diligence pode auxiliar em quais questões da empresa?

É possível ter uma visão ampla da real situação de um negócio com o processo de Due Diligence. Estudos como este são exigidos das empresas para fechamento de operações de venda, cisão, fusão ou incorporação de sociedades e/ou ativos.

Quais são as ações que envolvem o processo da Due Diligence?

Esse processo considera aspectos financeiros, contábeis, previdenciários, trabalhistas, imobiliários, tecnológicos e jurídicos da empresa que precisa ser analisada.

Na verdade, qualquer setor/departamento pode ser avaliado.

No âmbito contábil, a Due Diligence abrange a análise das informações financeiras, tributárias, trabalhistas e previdenciárias. Isso visando a reconciliação das demonstrações financeiras internas.

O objetivo, neste sentido, é o entendimento dos itens significantes ou não usuais. E ainda, da reconciliação financeira e a identificação de eventuais riscos e potenciais contingências passivas fiscais, trabalhistas e previdenciárias, baseadas nas informações dois últimos 5 anos.

Vantagens de realizar a Due Diligence no seu negócio

  • Visão ampla e realista do negócio
  • Identificação de fraquezas operacionais
  • Capacidade de mensurar a viabilidade do investimento com base nos dados obtidos
  • Descoberta de fraudes realizadas por fornecedores, clientes ou colaboradores
  • Avaliação de riscos e oportunidades
  • Visualização clara dos concorrentes
  • Visualização da situação fiscal, contábil, tributária, trabalhista, etc
  • Apresentação dos riscos que envolvem o negócio.

Due Diligence x Auditoria

A Due Diligence avalia os ativos e passivos de uma empresa. Já a auditoria tem um caráter mais técnico. Ela busca identificar as ações necessárias para adequação das demonstrações contábeis da empresa em relação às normas vigentes.

Enquanto uma avalia todos os departamentos (depende do objetivo) para identificar onde são necessárias melhorias e como anda a saúde da empresa, a outra identifica as adequações que precisam ser feitas para que o departamento contábil atenda às exigências da lei.

Para melhores oportunidades, realize a Due Diligence

Due Diligence: homem subindo morro moeda

A Due Diligence auxilia nesta profunda análise a fim de identificar situações de risco antes mesmo que elas se concretizem. Percebeu a importância dela para o crescimento do seu negócio?

Contar com uma empresa especializada para realizar esse processo é fundamental. Parece simples, porém, é preciso identificar qual o objetivo de estar sendo feita a Due Diligence no seu negócio. Feito isso, deve-se avaliar quais aspectos precisam ser aprofundados neste processo.

Se você tem interesse em vender seu negócio ou está em busca de investidores, precisa ficar atento à atual situação da sua empresa. Além disso, é importante que você identifique quais aspectos precisam de melhorias. E ainda, como você pode otimizar processos e como pode resolver problemas que já existem.

Entre em contato conosco e descubra como podemos ajudá-lo a realizar esse processo de forma assertiva na sua empresa!

Novidades em seu e-mail!

Receba em primeira mão a Newsletter da Djazil


Envie sua crítica ou sugestão