Ativos e Passivos – Entenda o que eles são na visão contábil

por Adove Comunicação / 06 novembro 2018 / Sem Comentários

Os ativos e passivos de uma empresa se encontram dentro do plano de contas (abrange as movimentações econômicas do negócio). Nesse sentido, junto deles estão as despesas e as receitas. Porém, nosso foco é falar apenas dos ativos e passivos do negócio.

Entenda o que eles são, a importância de calculá-los e como controlar os valores que cada um compreende.

O que são os ativos

É tudo que sua empresa tem e que integra ela. Equipamentos, imóveis, mobília, veículos, máquinas, investimentos, saldo bancário, créditos, estoques, duplicatas à receber e direitos que compõem o patrimônio da empresa.

Ativo circulante

São itens possíveis de converter em retorno monetário em pouco tempo, à curto prazo. Isso porque a liquidez deles é considerada dentro do período de um trimestre ou um ano, por exemplo.

Exemplos de ativos circulantes:

  • Dinheiro em caixa ou no banco;
  • Estoques (tanto de matéria-prima como de produtos acabados);
  • Dívidas a receber em curto prazo;
  • Impostos a recuperar em pouco tempo;
  • Aplicações financeiras a curto prazo.

Ativo não circulante

Abrange aqueles que irão se manter na empresa em um tempo além do exercício social. Eles se caracterizam como realizáveis a longo prazo.

Exemplos de ativos não circulantes:

  • Ativo realizável a longo prazo (bens e direitos que irão se realizar em mais de um ano contábil);
  • Investimentos (participações societárias);
  • Imobilizado (máquinas e edifícios, bens necessários à manutenção de suas atividades);
  • Intangível (marca e patentes da empresa).

O que são os passivos

Compreendem os deveres, obrigações que a empresa possui. Quando eles são cumpridos ou quitados, diminui-se dos ativos. Empréstimos, fornecedores, obrigações fiscais e sociais e financiamentos, são alguns deles.

Passivo circulante

São as obrigações da empresa cujo os vencimentos ocorrem dentro de um período de tempo, normalmente dentro de um ano, ou seja, a curto prazo.

Exemplos de passivos circulantes:

  • Obrigações Trabalhistas (salário, férias, abono);
  • Obrigações Tributárias (parcelas de refinanciamento de dívidas fiscais e previdenciárias, multas e juros);
  • Fornecedores (juros, multas e obrigações contratuais);
  • Instituições Financeiras (empréstimos, financiamentos);
  • Crédito de sócios, acionistas e diretores.

Passivo não circulante

Obrigações que irão ser quitadas após o prazo de um ano. Os exemplos na maioria se encaixam nos passivos circulantes, só que aplicados a longo prazo.

Exemplos de passivos não circulantes:

  • Instituições Financeiras (empréstimos e financiamentos);
  • Créditos de sócios, acionistas e diretores;
  • Obrigações Tributárias (parcelas de refinanciamento de dívidas fiscais e previdenciárias, multas e juros);
  • Debêntures e outras obrigações contratuais exigíveis após o exercício seguinte;
  • Receitas Diferidas, menos os custo e despesas relativas às respectivas receitas.

É com base nesses dois itens que são realizados os balanços patrimoniais.

Podemos citar como exemplo de um item que se enquadra como ativo e passivo, uma máquina adquirida pela empresa. Quando ela se torna um bem da empresa, é colocada na lista de ativos. Porém, se foi comprada através de financiamento, esta se torna também um passivo da empresa.

Método das partidas dobradas

Vamos imaginar que você realiza o controle total dos ativos e passivos da sua empresa. Entretanto, não sabe como mensurar essas informações a ponto de identificar se de fato elas estão trazendo resultados ou se algo não está indo bem no negócio. Como controlar?

O Método das partidas dobradas pode ser entendido pelo valor igual entre débitos e créditos. Para cada débito existe um crédito e vice e versa.

Os ativos aumentam por débito e diminuem por crédito. Já os passivos aumentam por crédito e diminuem por débito. O que isso quer dizer?

Quando falamos do ativo, ele aumenta quando adquiro um bem. Porém quando pago uma obrigação, como tributos, por exemplo, o dinheiro sai do ativo, diminuindo seus saldos.

No passivo, cada dever adquirido irá gerar um crédito que irá aumentar o saldo dele. Quando um dever é quitado, é feito um débito na conta do passivo, correspondendo ao valor, e assim, se diminui o saldo dessa conta.

Para cada passivo deve haver um ativo, e para cada débito deverá existir um crédito relacionado. O ideal é que a diferença dos ativos e passivos da sua empresa seja sempre zero.

Importância de calcular os ativos e passivos da empresa

São importantes itens que integram o plano de contas, pois são capazes de mostrar o resultado dos esforços. Do mesmo modo, servem de auxílio para corrigir o caminho, caso as informações e números não estejam batendo.

Se no cálculo contábil os ativos ultrapassarem os passivos, é sinal que sua empresa obteve lucro. Contudo, se os passivos passaram na frente dos ativos, é sinal que há algo de errado que precisa ser revisto.

A falta de controle de ambos pode acarretar em multas pesadas. Eles influenciam também na imagem que a sua empresa tem frente aos clientes, fornecedores e sociedade em geral.

A contabilidade ajuda nos ativos e passivos

No balanço patrimonial – este que compreende a análise dos ativos, passivos e patrimônio líquido da empresa – é indicado contar com a ajuda de uma contabilidade, mas não é obrigatório. Você pode aprender a fazê-lo sozinho.

Entretanto, indicamos que você peça ajuda de uma contabilidade para montar um balanço. E então, você pode ir atualizando por conta própria diariamente ou mensalmente (a contabilidade ajuda a definir a melhor frequência, levando o tipo de negócio em consideração, dentre outros aspectos).

É importante que você faça uma análise da situação atual da sua empresa, entradas, saídas, pagamentos, e se os relatórios estão contribuindo para alcançar bons resultados. Se notar dúvidas quanto a essas ou outras questões que influenciam decisivamente no sucesso do seu negócio, esse é um bom momento para ir em busca do suporte de uma contabilidade.

Precisa de ajuda para controlar os ativos e passivos da sua empresa? Existe alguma questão financeira que tem lhe preocupado? Entre em contato com a Djazil e saiba como podemos ajudar sua empresa!

Novidades em seu e-mail!

Receba em primeira mão a Newsletter da Djazil


Envie sua crítica ou sugestão