9 perfis de profissionais e como focar em seus pon

por admin.arealocal / 29 novembro 2012 / Sem Comentários

Alguns livros de auto ajuda até podem bater o pé e afirmar que estratégias genéricas podem, sim, ser válidas para pessoas de diferentes perfis em situações mais discrepantes ainda. Mas a realidade, por sua vez, insiste em desmistificar esta premissa.

No livro “Destaque-se: descubra sua vantagem competitiva no trabalho e aprenda a colocá-la em prática”, o consultor organizacional Marcus Buckingham mapeia 9 perfis diferentes de profissionais e dá as dicas para quais as estratégias mais coerentes para o conjunto de características de cada um deles para diferentes situações na carreira – como uma entrevista de emprego, uma reunião de feedback ou um primeiro encontro profissional.

Confira alguns detalhes sobre estes perfis e como melhorar na carreira, de acordo com estas características:

Compensador

Este tipo de profissional tende a ser objetivo, transparente e justo. Fazer o que é correto está no alvo de cada uma de suas ações. Ele “não tem dificuldade para repreender a pessoa que não dá conta das funções que competem a ela e também não é condescendente quando ele mesmo comete um erro”, afirma o autor em um dos trechos do livro.

Dicas: Movido por um aguçado senso de justiça, profissionais compensadores podem desenvolver sua carreira no papel de mediadores de conflitos, afirma o especialista. Munir-se de fatos e dados ao defender seus ponto de vista e manter o foco no desempenho são atitudes essenciais.

Conselheiro

Profissionais com um perfil de conselheiro tendem a acreditar muito na própria intuição – construída a partir da análise do problema. “Há sempre uma saída melhor, um acordo melhor, uma solução melhor, e você se sente vivo quando é chamado para encontrá-los”, diz o autor no livro. Na prática, esses profissionais assumem a postura de especialistas.

Dicas: Sua intuição até pode ser afiada, mas dará conselhos melhores se correr atrás de qualificação na sua área. Essa será a chave para a sua credibilidade no mercado, segundo o livro. E já que resolver problemas é a “razão da sua vida”, como descreve o autor, não aceite um emprego em que esta função seja delegada a outra pessoa.

Criador

Criativos, profissionais deste perfil tendem a entender o mundo enquanto elaboram as próprias obras. Baseiam-se em conceitos e conclusões, raramente em deduções, segundo o livro.

Dicas: Se você se enquadra neste perfil, não se esqueça de reservar, na agenda, um tempo para pensar. Mas também procure pessoas confiáveis com quem você possa compartilhar suas ideias e repensá-las, em conjunto. Atenção redobrada para não defender tanto suas propostas ao ponto de ser considerado como um “cabeça dura”. Em vez disso, mantenha-se sempre curioso e aberto ao novo.

Entusiasta

A figura de um líder de torcida pode ser uma boa metáfora para profissionais que têm este perfil. Otimismo e bom humor são palavras chaves para descrevê-los. “Você não é tolerante, nem gentil. Em vez disso, desafia os outros a liberar o próprio potencial e fica impaciente quando alguém se recusa a fazê-lo, sugando sua energia sem gerar nada em troca”, afirma um dos trechos da obra.

Dicas: Profissionais com este perfil, segundo o autor, precisam aprender a impor limites claros de tempo e nas relações, segundo o autor. Outro ponto é aprender a apresentar, de maneira clara, as próprias opiniões e lidar melhor com desaprovações.

Influenciador

Profissionais com este perfil tendem a ser persuasivos, autoconfiantes e, por vezes, impacientes. Tendem a ser objetivos e se entusiasmam diante da resistência de terceiros.

Dicas: Neste caso, todo cuidado é pouco para não se tornar um manipulador. Agradar pessoas apenas para ter o que se quer é manipulação, exemplifica o livro. Em vez disso, se importe realmente com elas e proponha situações que não beneficie apenas aos seus interesses mas que encontram os desejos delas também.

Pioneiro

Fascinado pelo desconhecido, os pioneiros, segundo o livro, são otimistas, dinâmicos e tendem sempre para a ação. A incerteza e o risco são a mola propulsora de suas carreiras.

Dicas: Para que os outros sigam suas ideias, você precisa de embasamento. Reúna dados e descreva minuciosamente cada etapa do processo e o que cada um pode ganhar com isso.

Professor

O principal dom deste profissional , nas palavras do autor, é ajudar a melhorar o desempenho de terceiros exatamente porque eles focam no aprendizado, no processo de crescimento de cada um. “Você vê cada pessoa como uma obra inacabada e se sente muito a vontade com esta bagunça”, diz.

Dicas: Busque aprender sempre – isso é essencial para a sua credibilidade e para que seu papel tenha relevância. Delegue responsabilidades (e autoridade) para quem você vê potencial. Em situações novas, coloque suas características de professor de lado e assuma o papel de aluno.

Provedor

Superprotetor, o profissional provedor se importa com os outros e tende a ter empatia pelos problemas alheios. Geralmente, é um bom ouvinte e confiável.

Dicas: Por se envolver emocionalmente com seus colegas de trabalho, pode se sentir mal ao assumir uma nova posição ou equipe. Nestes momentos, lembre-se que a vida é dinâmica e trabalhe para criar vínculos com os novos colegas. Sobretudo, cuidado para não ser paternalista. Delegue responsabilidades.

Vinculador

O profissional vinculador tende a ser um expert em networking . Curioso, é movido por um genuíno interesse por aquilo que cada pessoa que conhece faz. É capaz de, com base nestas informações, aliar as habilidades de pessoas diferentes em um projeto único.

Dicas: Cuidado para não bancar o intrometido. Antes de tentar conectar as pessoas, peça permissão. Foque na sua capacidade de tirar o melhor dos outros. Todos os dias, aconselha o autor, tente vincular alguém a algo. Envie, por exemplo, e-mails com artigos que você considera relevantes para a habilidade da pessoa em questão.

Novidades em seu e-mail!

Receba em primeira mão a Newsletter da Djazil


Envie sua crítica ou sugestão